• Ailton Segura

Cuiabá prepara criação de aplicativo com rotas do turismo

Por: Fernanda Leite



A Prefeitura Municipal de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, vai lançar até o final do ano um aplicativo com o mapeamento turístico da Capital. Na palma das mãos, o turista ou o próprio morador da cidade, poderá ter um roteiro completo do que fazer na zona rural e urbana: gastronomia, rotas das igrejas, Centro Histórico, rotas das cervejas artesanais, rotas dos balneários, pesca esportivas, eventos que constam no calendário da pasta e outros.


Imagem: Luiz Alves


Entre os dias 9 e 10 de setembro, o secretário municipal de Turismo, Oscarlino Alves, juntamente com o secretário adjunto, Rogério Noronha, representantes da pasta e uma empresa especializada em guia de turismo estiveram mapeando a região em torno da rodovia Emanuel Pinheiro, a MT-251 - Estrada da Chapada dos Guimarães, até o complexo Salgadeira. Os trabalhos foram concentrados em apresentar a proposta do aplicativo e mapear os balneários, estâncias, pousadas, cachoeiras, trilhas e paredões que compreendem a região Capital.

"Esse trabalho de mapeamento das potencialidades turísticas que compreende Complexo da Salgadeira até Cuiabá, Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, faz parte do trabalho que está contido no plano de turismo que foi aprovado pelo Conselho Municipal de Turismo e validado pelo prefeito Emanuel Pinheiro.Então estamos finalizando esse primeiro trabalho das rotas turísticas e tudo isso está sendo catalogado e feito atualização dos dados das empresas que pertencem ao trade turístico. Ela vai para o cadastro eletrônico e em 90 dias, conseguiremos ter o aplicativo (portal do turismo) - para os turistas e população no geral", explicou o secretário Oscarlino.


Turistas de outros estados ou estrangeiros, receberão informações no aeroporto Internacional de Várzea Grande - Marechal Rondon e também na rodoviária de Cuiabá. Outros meios de obter informações do aplicativo é nos CATs - Centro de Atendimento ao Turista - que serão implantados futuramente nestes locais. " Os turistas irão saber desse aplicativo por meio de campanhas publicitárias no aeroporto, pelo CAT, que futuramente será também implantado no Museu do Rio e na Praça Rachid Jaudy. Temos o CAT móvel. Vai estar tudo na palma da mão do turista. Vamos rastrear os atrativos na estrada do Manso com o objetivo de vivenciar e fazer o turismo, como fizemos as rotas das trilhas , visitas aos balneários, degustamos a gastronomia. Sabemos com prioridade como funciona, onde é. E viemos com uma soma de conhecimento de uma agência especializada em turismo e com pessoas capacitadas", comentou.


Adjunto de Turismo, Rogério Noronha, lembra que a criação desse aplicativo com todos os atrativos incluídos nele, será uma das maiores ações do Turismo da Capital. "Entender que esse Plano Municipal de Turismo que está sendo feito pela Prefeitura é uma das maiores ações do turismo, pois, faltava um ordenamento e principalmente no pós-pandemia. Estamos fazendo o ordenamento do que se pode fazer em Cuiabá. As coisas estavam muito soltas, e o turismo pode estar organizado e andar junto em todas as esferas e então o papel da Prefeitura de Cuiabá é alinhar e organizar e mostrar para o mundo que Cuiabá tem o DNA do turismo", avaliou Noronha.


Localizada entre Cuiabá e o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, a Estância São Gabriel, é um dos locais que recebeu a visita de membros da Secretaria Municipal de Turismo, na oportunidade o secretário Oscarlino ouviu as demandas e ideias do proprietário João Gabriel da Costa Maia de Carvalho, que pontuou a necessidade de incentivo do poder público em ajudar os balneários, estâncias e pousadas a construírem a fossa séptica ecológica de tratamento de esgoto. Ele elogiou os trabalhos da Secretaria de Turismo. " O nosso turismo sempre foi muito esquecido, e isso, essa visita da equipe do Turismo nos mostra que não estamos sozinhos e esquecidos pelo poder público. As pousadas e estâncias atualmente estão abandonadas, sejam por incentivos , liberação de créditos e no âmbito de preservação ambiental. Digo com relação às fossas, por exemplo, pagamos muitas taxas e altíssimas. E isso, a implantação de fossas sustentáveis deveria servir de incentivo para a preservação do meio ambiente. Cada restaurante cria uma quantidade imensa de dejetos. É importante que tenha um programa de incentivo para que esses restaurantes, balneários e pousadas , tenham fossas sustentáveis. Não é barato e por isso, precisamos de ajuda do poder público", completou ele.

Balneários e estâncias

Balneário Mutuca - Dona Fia

Balneário do Gaúcho

Estância São Gabriel

Estância Fênix

Estância Rio Claro

Balneário 7 Jotas

Balneário Rio Paciência

Estância Ligeirinho

Balneário Som do Mato

Balneário Canto do Rei

Balneário Horácios

Complexo Salgadeira

Trilhas, rios e cachoeiras

Crista do Galo - distância entre trilhas e asfalto - aproximadamente 37 km

Poço das Antas, no Rio Claro - aproximadamente 40 km

Poço Verde, Rio Claro - aproximadamente 40km

Poço Esmeralda, Rio Claro - aproximadamente 40 km

Cachoeira Cristal - 50 km.

Rio dos Peixes - aproximadamente 30 km

Rio Coxipó - aproximadamente 30 km

0 visualização0 comentário