Fotografo: Assessoria
...
Atividades visam dar oportunidade para reeducandas se qualificarem.

 
 
 
 
Em Nova Xavantina (651 km a leste de Cuiabá), a parceria firmada pela direção da unidade prisional com instituições do município possibilitou a oferta de mais um curso de qualificação a mulheres custodiadas na cadeia. Nesta semana, um grupo de 15 reeducandas fez o curso de conservas de frutas e vegetais, ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), com apoio do Sindicato Rural de Nova Xavantina e Conselho da Comunidade.
 
As reeducandas aprenderam técnicas teóricas e práticas de higienização, cocção e embalagem das conservas doces e salgadas.
 
      
 
Na próxima semana, outro grupo de reeducandas começará um curso de desossamento de frango, com duração de 40 horas.
 
Diretora da unidade prisional, Guiomar Silva da Costa destaca que a equipe procura parcerias para ofertar às reeducandas cursos com os quais elas possam ter uma perspectiva de vida, após cumprir a pena, capacitações que as possibilitem ter um meio de renda lícito. “Muitos cursos são caros, e certamente um valor que elas não poderiam pagar. As parcerias são importantes para alcançar esse resultado, que dará uma oportunidade e uma nova chance à cada mulher após cumprir sua pena”.
 
Sorriso
 
Na unidade de Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá), sobras e restos de madeira ganhara outras formas após um grupo de 15 reeducandos concluir um curso profissionalizante também nesta semana. 
 
 
 
Também com parceria do Sindicato Rural do município e Conselho da Comunidade, o Senar de Sorriso qualificou os reeducandos com o curso de reaproveitamento de resíduos de madeira. Durante a capacitação eles produziram bancos, nichos, bandeijas e baús, que depois foram doados a seus familiares.
 
“Cobramos disciplina, atenção às regras, mas também buscamos parcerias para trazer cursos e ofertar atividades laborais que contribuam no processo de ressocialização dos recuperandos”, pontua o diretor Enilson Castro.