Fotografo: Luiz Alves
...
Sem Legenda

A Prefeitura de Cuiabá iniciou, as obras de recuperação do tradicional Estádio Eurico Gaspar Dutra (Dutrinha). A equipe já trabalha na demolição de uma das partes de base da arquibancada dos camarotes. A obra atende uma proposta do Ministério Público do Estado (MPE) e contempla, principalmente, os aspectos de segurança do espaço esportivo.
 
No cronograma, estão previstos reparos no vestiário, na área de acesso dos jogadores e arbitragem, salas de imprensa e polícia, além de adequações de acessibilidade. Também serão realizadas obras emergenciais, como a reconstrução de um dos muros laterais, que desabou recentemente, e a manutenção da arquibancada, localizada ao lado da entrada principal.
 
“O começo dessa obra marca mais uma promessa cumprida. O prefeito, no início de sua gestão, se propôs a investir no esporte de Cuiabá e vem alcançando essa missão. Para um espaço que ficou anos abandonado e, agora, vai poder atender com qualidade a população, é um grande feito”, declarou o secretário-adjunto de Esporte, Edilson Odilon, em vistoria à obra.
 
Ainda segundo o secretário, a ordem é vistoriar a obra de dois em dois dias, acompanhando todos os detalhes e corrigindo qualquer problema que surgir nesse período. “Recebemos a determinação de estar presente o máximo de tempo aqui no estádio, para acompanhar o andamento da obra. Isso traz, com certeza, uma melhor qualidade e eficiência na execução dos serviços, pois essa proximidade ajuda-nos a dar celeridade ao processo, principalmente nas resoluções de possíveis problemas nessa execução”, frisou.
 
A reforma tem orçamento previsto de R$ 500 mil -  recurso da Prefeitura - e a previsão para finalização é de 120 dias – no aniversário dos 300 anos de Cuiabá.  Com a entrega, o espaço poderá receber jogos do campeonato Estadual e demais espetáculos esportivos.  
 
Mais melhorias
 
Em paralelo a isso, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, assinou no dia 21 de janeiro um Termo de Cooperação que garantirá a escolha dos projetos arquitetônicos do estádio Dutrinha e também do Mercado Municipal.
 
O processo seletivo vai assegurar o projeto da segunda etapa da reforma do espaço e conta com a parceria do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).