Fotografo: Maria Anffe
...
Ter criatividade é sempre uma boa saída para evitar gastos não previstos no orçamento familiar

 
 
 
O primeiro semestre chega ao fim e começa o recesso escolar de meio de ano. Há quem opte por viagem, passeios, colônia de férias ou simplesmente prefira deixar as crianças em casa. Por isso, o Procon-MT dá dicas e orientações para garantir o consumo adequado de produtos e serviços mais procurados neste período.
 
Ter criatividade é sempre uma boa saída para evitar endividamento com gastos não previstos, afirma a coordenadora Educação para o Consumo do Procon estadual, Cristiane Vaz. “Quem não se planejou precisa ser criativo e buscar soluções que não impactem ou gerem gastos fora do orçamento doméstico”. 
 
Nas férias escolares as crianças têm a oportunidade de descansar e não, necessariamente, gastar. “É possível investir em momentos de diversão e lazer sem grandes gastos. Piqueniques, passeios em parques, atividades coletivas em casa são algumas possibilidades”, aconselha Cristiane. 
 
Há ainda a possibilidade de participar de colônias de férias, porque apesar do recesso escolar, nem sempre os pais têm como acompanhar os filhos. “As crianças querem brincar, se divertir, por isso a colônia de férias pode ser uma boa opção para quem tem uma folga no orçamento. Neste caso, é importante pesquisar a faixa etária na qual a criança pode ser inserida, bem como os valores e formas de pagamento”.
 
Para quem vai viajar e adquiriu pacotes com agências, é preciso ficar atento aos direitos do consumidor. “Em casos de problema no embarque, a agência contratada é inteiramente responsável por realocar os passageiros, sem acréscimo no valor previsto no contrato assinado”, lembra a coordenadora. 
 
Em relação às viagens aéreas, atenção especial às regras de bagagens. Todas as companhias aéreas permitem que o passageiro leve gratuitamente uma bagagem de mão em voos domésticos e internacionais. Mas essa bagagem deve ter no máximo 10 kg e respeitar as seguintes dimensões máximas: 55 cm x 35 cm x 25 cm. 
 
A companhia também deve oferecer informação prévia sobre os valores cobrados para o despacho de malas, tanto no momento da compra pela internet quanto no balcão da empresa, no momento do check-in.
 
Outras dicas do Procon-MT: 
 
Planejamento Financeiro - Com o planejamento financeiro é possível realizar compras, fazer passeios e, mesmo assim, manter-se longe do superendividamento. Consultar as finanças é prioridade, reservando e estipulando uma parte do orçamento doméstico para os gastos que serão feitos durante este período.  
 
Trocas de Produtos - O Código de Defesa do Consumidor estabelece que é obrigatória a troca de produtos com defeitos de fábrica. Trocas motivadas por gostos pessoais devem ser combinadas diretamente com o fornecedor. Consulte sempre as políticas de trocas do estabelecimento. 
 
Promoções em supermercados - Para os pais que vão ficar com as crianças em casa, este é um período em que o consumo de alimentos aumenta. Por isso, o consumidor deve ficar atento às promoções nos supermercados, sempre checando o prazo de validade dos produtos e o armazenamento.
 
Brinquedos - Importante observar a classificação indicativa para faixa etária e o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), que garante que o brinquedo foi submetido a testes de qualidade e de adequação à faixa etária indicada.