Fotografo: Divulgação
...
Mato Grosso é um dos estados brasileiros mais atuantes no enfrentamento ao tráfico de pessoas.

 
 
 
A fim de fomentar as ações do “Julho Azul” no município, a Câmara Municipal de Cuiabá, por meio do presidente Misael Galvão (PSB), fechou uma parceria com o Comitê Estadual de Prevenção e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Cetrap), que está promovendo a Campanha “Coração Azul”.
 
A atividade é desenvolvida em mais de dez países e tem em Mato Grosso um dos estados mais atuantes no enfrentamento ao tráfico de pessoas.
 
“O tráfico de pessoas é uma realidade assustadora e a população deve se inteirar deste debate que está sendo promovido pelo Comitê por meio da campanha Coração Azul. É um tema muito importante que deve ser levado ao conhecimento de todos. Por isso, iremos abrir espaço e procurar parcerias para esta campanha na Câmara Municipal e levar aos bairros”, pontuou Misael.
O presidente recebeu na manhã desta quarta-feira (24) a visita de Aline Maehler e Dulce Amorin, que são coordenadoras do Cetrap. 
 
O Parlamento Municipal irá abrir um espaço ao Comitê na tribuna livre durante a primeira sessão ordinária após o recesso parlamentar, que acontecerá dia 1º de agosto.
 
“Também vamos propor a realização de uma audiência pública a fim de promover um grande debate sobre o tráfico de pessoas em Cuiabá”, acrescentou Misael.
 
Maehler explica que, a intenção da entidade é expor Para a sociedade a realidade dos fatos e, assim, atuar de forma preventiva. “É uma iniciativa de conscientização para lutar contra o tráfico de pessoas e seu impacto na sociedade. A nossa intenção com esta campanha é de encorajar a participação e servir de inspiração para medidas que ajudem a acabar com esta barbaridade”, disse.
CAMPANHA – O Coração Azul representa a tristeza das vítimas do tráfico de pessoas e remete a insensibilidade daqueles que compram e vendem outros seres humanos. 
 
O uso da cor azul das Nações Unidas também demonstra o compromisso da Organização com a luta contra esse crime que atenta contra a dignidade humana. 
 
Diante disso, esta campanha busca fazer do Coração Azul o símbolo internacional da luta contra o tráfico de pessoas. “Vestindo” o Coração busca-se conscientizar sobre o tráfico de pessoas, aderindo à campanha para lutar contra esse crime.
 
O comércio de seres humanos é a terceira modalidade de tráfico mais rentável do planeta, ficando atrás apenas do tráfico de armas e o de drogas. Com objetivo de combater esta modalidade foi elaborado em 2002 o Protocolo de Palermo, instrumento legal internacional que trata do tráfico de pessoas, em especial de mulheres e crianças. O documento entrou em vigor em 2003 e foi ratificado pelo Brasil por meio do Decreto nº 5.017, de 12.03.2004, que promulgou esse Protocolo.